• A Companhia
  • GLP
  • Produtos e Serviços
  • Responsabilidade Social e Ambiental
  • Comunicação
  • Privacidade e Termo de Uso
  • Contatos
  • Acesso à Informação
Perguntas Frequentes - Questionamentos Técnicos
1) Qual é o consumo de gás, tendo o forno aceso (fogão doméstico) por 1 hora em (i) fogo baixo, (ii) fogo médio e (iii) fogo alto?

O consumo pode variar em função do fabricante e até mesmo do modelo. No entanto, o consumo em média de um fogão quatro bocas com forno convencional é:

 

(i) 0,200 Kg/h
(ii) 0,225 Kg/h
(iii) 0,250 Kg/h

Voltar

2) Qual é o coeficiente de vaporização dos botijões P-13 e sua relação com o cálculo de dimensionamento da central de gás?
Em média 0,5 Kg/h e não existe relação com dimensionamento de central de GLP, pois não existe central com botijão P-13.

 

 

Voltar

3) Como transformar m³ em kg?

Para fazer a conversão, é necessário saber se o GLP está na fase líquida ou vapor. Porém, pode-se utilizar um valor médio: 1m³ de GLP líquido pesa em torno de 570 kg e 1 m³ de GLP vapor pesa em torno de 2,2 kg

 

 

Voltar

4) Como saber qual é a quantidade exata de GLP contido no recipiente, quando da aquisição do botijão?
Pelas normas e determinações dos órgãos de controle (ANP, INMETRO, IPEM etc), todo recipiente de GLP é revendido com um peso padrão definido (P-2, P-8, P-13, P-45 etc), sendo essa pesagem realizada através de balanças devidamente aferidas. Para se obter a quantidade exata de GLP no interior do botijão, deve-se pesar o recipiente cheio e descontar a tara contida na alça.

 

 

Voltar

5) Qual a pressão máxima interna em que o GLP se encontra nos botijões (todos os tipos)?

Considerando o botijão cheio, as condições climáticas e a composição do GLP, a pressão normalmente varia entre 3 a 10 kg/cm².

 

 

Voltar

6) Tabela com as propriedades de gás propano e butano.

Características Físico-Químicas do GLP.

 

Propriedade

Butano

Propano

Limite Inferior de explosividade em relação ao ar (%)

1,55

2,15

Limite superior de explosividade em relação ao ar (%)

8,6

9,6

Número de octanagem

91

125

Ponto de congelamento do líquido a pressão atmosférica

-138,30°C

-187,7°C

Densidade relativa em relação ao ar a 15,6°C

2,01

1,5

Relação entre o volume de gás ferado por volume de líquido (a pressão atmosférica e 15,6°C)

235

271

Volume do gás gerado por 1 Kg de líquido (a pressão atmosférica e 15,6°C)

0,539 m³

0,539 m³

Temperatura característica a pressão atmosférica

-138°C

-189°C

Temperatura teórica de chama com o ar

2008°C

1925°C

Velocidade de combustão com o ar

0,838 m/s

0,813 m/s

Pressão de vapor a 15,6°C

7,90 Kpa

63,50 Kpa

Pressão de vapor a 20°C

103

895

Pressão de vapor a 40°C

285

1482

Pressão de vapor a 45°C

345

1672

Pressão de vapor a 55°C

462

1980

Ponto de ebulição do líquido à pressão atmosférica

-9°C

-42,10°C

Temperatura de auto ignição no ar

482 a 538°C

493 a 549°C

Poder calorífico superior do líquido

11.842 Kcal/kg

12.039 Kcal/kg

Poder calorífico superior do gás

29.991 Kcal/m³

22.778 Kcal/m³

Peso específico do líquido a 15,6°C

582 Kg/m³

504 Kg/m³

Densidade relativa do líquido

0,584

0,508

Densidade relativa do gás

2,006

1,522

Peso específico do gás à pressão atmosférica e 15,6°C

2,45 Kg/m³

1,86 Kg/m³

Relação do volume do gás (a 15,6°C e 1015 Mbar) para volume do líquido

1:233

1:274

 

 

 

Para mais informações técnicas sobre o propano e o butano, os cuidados necessários para o armazenamento, transporte e manuseio, clique aqui.

 

Voltar

7) Qual a umidade aproximada do GLP, quando o cilindro está fechado e após a sua utilização?
Pelas propriedades Físico-Químicas do GLP o mesmo possui corrosividade zero, sem, portanto qualquer percentual de umidade.

 

 

Voltar

8) Qual o vencimento e a validade dos botijões?

Os botijões não têm validade, porém, existe um processo para manutenção e garantia da segurança dos recipientes chamado de requalificação. Os recipientes são requalificados após 15 anos de sua fabricação, sendo posteriormente requalificados a cada 10 anos.

 

 

Voltar

9) Como calcular o consumo do botijão P-13 por mês?

O consumo de gás GLP está diretamente ligado a potência total consumida.

 

Ex: Adotando-se um fogão de 04 bocas sem forno convencional (Potência nominal 6.966 Kcal/h), consumindo 3 horas/dia durante 30 dias, temos:

 

6.966 (Potência nominal) / 2.4000 (Poder calorífico do GLP) = 0,29 m³/h x 3 horas/dia x 30 dias = 26,12 m³

Voltar

10) Qual deve ser a distância entre o botijão e o fogão?

Não existe uma distância normatizada, porém, a mangueira para ligação do fogão com o botijão de gás GLP é normatizada em 0,80m. Devemos evitar passar a mangueira por de trás do fogão.

Para dicas de segurança, clique aqui.

 

 

Voltar

11) Informações sobre normas do gás canalizado em Edifícios.

Para instalações internas de GLP, podemos consultar a norma NBR 15526:2007 da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).

 

Voltar

12) Qual a pressão do gás nos pontos de consumo que chegam aos apartamentos?

A pressão nominal para fogões, fornos, fogareiros e aquecedores de água à GLP, todos de modelos domésticos, estão normatizados em 2,80 KPa (0,027 Kgf/cm²).

 

 

Voltar

Copyright © 2008 Liquigás Distribuidora S.A. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade Design by