• A Companhia
  • GLP
  • Produtos e Serviços
  • Responsabilidade Social e Ambiental
  • Comunicação
  • Privacidade e Termo de Uso
  • Contatos
  • Acesso à Informação
Perguntas Frequentes - Questionamentos Técnicos

Para trabalhar na Liquigás, incluindo nossas Unidades operacionais e administrativas, informamos que as admissões são feitas por processos seletivos públicos, conforme o artigo 37, da Constituição Federal do Brasil.

Todas as convocações são feitas via postal com confirmação de recebimento. Portanto, solicitamos aos candidatos que mantenham seus endereços atualizados. Veja abaixo nas dúvidas frequentes, como manter o seu endereço atualizado.

Importante: não contatamos e não convocamos os(as) candidatos(as) de nossos processos seletivos por e-mail.

Em caso de dúvidas sobre os Processos Seletivos Públicos da Liquigás, leia atentamente os tópicos abaixo.
Caso queira outras informações, solicitamos entrar em contato por meio do “Fale Conosco”.

Confira abaixo as principais dúvidas relacionadas aos Processos Seletivos Públicos - Liquigás

Siglário:

Ampla Concorrência – A/C
Processo Seletivo Público – PSP
Pessoa Com Deficiência – PCD
Pessoa Preta ou Parda – PPP
Pessoa Negra ou Parda – PNP

Esclarecimentos sobre remuneração, carga horária, plano de carreira e turnos de trabalho:

1 – A remuneração é composta por salário + adicional(is), quando devido(s), + benefícios, cujos valores e aplicabilidade são informações fornecidas aos candidatos aprovados e convocados no início da etapa de qualificação biopsicossocial.

2 - O turno de trabalho e o plano de carreira também são informações fornecidas aos candidatos aprovados e convocados no início da etapa qualificação biopsicossocial

3 – A carga horária de 220 horas/mês, prescrita no edital de abertura dos Processos Seletivos, refere-se ao limite máximo permitido por lei, sendo que, a divisão destas horas se dará em conformidade ao artigo 7, inciso XIII da constituição Federal e artigo 58 da Consolidação das Leis do Trabalho.

Dúvidas Frequentes:
1) Qual é o consumo de gás, tendo o forno aceso (fogão doméstico) por 1 hora em (i) fogo baixo, (ii) fogo médio e (iii) fogo alto?

O consumo pode variar em função do fabricante e até mesmo do modelo. No entanto, o consumo em média de um fogão quatro bocas com forno convencional é:

 

(i) 0,200 Kg/h
(ii) 0,225 Kg/h
(iii) 0,250 Kg/h

Voltar

2) Qual é o coeficiente de vaporização dos botijões P-13 e sua relação com o cálculo de dimensionamento da central de gás?
Em média 0,5 Kg/h e não existe relação com dimensionamento de central de GLP, pois não existe central com botijão P-13.

 

 

Voltar

3) Como transformar m³ em kg?

Para fazer a conversão, é necessário saber se o GLP está na fase líquida ou vapor. Porém, pode-se utilizar um valor médio: 1m³ de GLP líquido pesa em torno de 570 kg e 1 m³ de GLP vapor pesa em torno de 2,2 kg

 

 

Voltar

4) Como saber qual é a quantidade exata de GLP contido no recipiente, quando da aquisição do botijão?
Pelas normas e determinações dos órgãos de controle (ANP, INMETRO, IPEM etc), todo recipiente de GLP é revendido com um peso padrão definido (P-2, P-8, P-13, P-45 etc), sendo essa pesagem realizada através de balanças devidamente aferidas. Para se obter a quantidade exata de GLP no interior do botijão, deve-se pesar o recipiente cheio e descontar a tara contida na alça.

 

 

Voltar

5) Qual a pressão máxima interna em que o GLP se encontra nos botijões (todos os tipos)?

Considerando o botijão cheio, as condições climáticas e a composição do GLP, a pressão normalmente varia entre 3 a 10 kg/cm².

 

 

Voltar

6) Tabela com as propriedades de gás propano e butano.

Características Físico-Químicas do GLP.

 

Propriedade

Butano

Propano

Limite Inferior de explosividade em relação ao ar (%)

1,55

2,15

Limite superior de explosividade em relação ao ar (%)

8,6

9,6

Número de octanagem

91

125

Ponto de congelamento do líquido a pressão atmosférica

-138,30°C

-187,7°C

Densidade relativa em relação ao ar a 15,6°C

2,01

1,5

Relação entre o volume de gás ferado por volume de líquido (a pressão atmosférica e 15,6°C)

235

271

Volume do gás gerado por 1 Kg de líquido (a pressão atmosférica e 15,6°C)

0,539 m³

0,539 m³

Temperatura característica a pressão atmosférica

-138°C

-189°C

Temperatura teórica de chama com o ar

2008°C

1925°C

Velocidade de combustão com o ar

0,838 m/s

0,813 m/s

Pressão de vapor a 15,6°C

7,90 Kpa

63,50 Kpa

Pressão de vapor a 20°C

103

895

Pressão de vapor a 40°C

285

1482

Pressão de vapor a 45°C

345

1672

Pressão de vapor a 55°C

462

1980

Ponto de ebulição do líquido à pressão atmosférica

-9°C

-42,10°C

Temperatura de auto ignição no ar

482 a 538°C

493 a 549°C

Poder calorífico superior do líquido

11.842 Kcal/kg

12.039 Kcal/kg

Poder calorífico superior do gás

29.991 Kcal/m³

22.778 Kcal/m³

Peso específico do líquido a 15,6°C

582 Kg/m³

504 Kg/m³

Densidade relativa do líquido

0,584

0,508

Densidade relativa do gás

2,006

1,522

Peso específico do gás à pressão atmosférica e 15,6°C

2,45 Kg/m³

1,86 Kg/m³

Relação do volume do gás (a 15,6°C e 1015 Mbar) para volume do líquido

1:233

1:274

 

 

 

Para mais informações técnicas sobre o propano e o butano, os cuidados necessários para o armazenamento, transporte e manuseio, clique aqui.

 

Voltar

7) Qual a umidade aproximada do GLP, quando o cilindro está fechado e após a sua utilização?
Pelas propriedades Físico-Químicas do GLP o mesmo possui corrosividade zero, sem, portanto qualquer percentual de umidade.

 

 

Voltar

8) Qual o vencimento e a validade dos botijões?

Os botijões não têm validade, porém, existe um processo para manutenção e garantia da segurança dos recipientes chamado de requalificação. Os recipientes são requalificados após 15 anos de sua fabricação, sendo posteriormente requalificados a cada 10 anos.

 

 

Voltar

9) Como calcular o consumo do botijão P-13 por mês?

O consumo de gás GLP está diretamente ligado a potência total consumida.

 

Ex: Adotando-se um fogão de 04 bocas sem forno convencional (Potência nominal 6.966 Kcal/h), consumindo 3 horas/dia durante 30 dias, temos:

 

6.966 (Potência nominal) / 2.4000 (Poder calorífico do GLP) = 0,29 m³/h x 3 horas/dia x 30 dias = 26,12 m³

Voltar

10) Qual deve ser a distância entre o botijão e o fogão?

Não existe uma distância normatizada, porém, a mangueira para ligação do fogão com o botijão de gás GLP é normatizada em 0,80m. Devemos evitar passar a mangueira por de trás do fogão.

Para dicas de segurança, clique aqui.

 

 

Voltar

11) Informações sobre normas do gás canalizado em Edifícios.

Para instalações internas de GLP, podemos consultar a norma NBR 15526:2007 da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).

 

Voltar

12) Qual a pressão do gás nos pontos de consumo que chegam aos apartamentos?

A pressão nominal para fogões, fornos, fogareiros e aquecedores de água à GLP, todos de modelos domésticos, estão normatizados em 2,80 KPa (0,027 Kgf/cm²).

 

 

Voltar

Copyright © 2008 Liquigás Distribuidora S.A. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade Design by