Due Diligence de Integridade de Fornecedor (DDI)

A Liquigás, como subsidiária da Petrobras, adaptou o Programa Petrobras de Prevenção da Corrupção (PPPC) à sua realidade, prevendo ações contínuas de prevenção, detecção e correção de atos de fraude e de corrupção. (PPPC Liquigás)

O procedimento de Due Diligence de Integridade (DDI) é parte integrante do PPPC da Liquigás. Por meio dele são analisados os riscos de integridade aos quais a Liquigás possa estar exposta, quanto ao relacionamento com seus fornecedores de bens/materiais ou serviços.

O fornecedor é avaliado, por meio do “Questionário de Integridade”, e do levantamento de informações em sites de órgãos públicos e privados e sites de pesquisa, quanto ao seu relacionamento e de seus administradores com órgãos e agentes públicos, seu histórico e reputação, sua conduta ética na condução dos negócios, suas práticas anticorrupção e seu relacionamento com terceiros.

Em função das informações e fatos encontrados e/ou declarados, de acordo com os critérios de riscos identificados, a Gerência de Conformidade e Gestão (GCG) da Liquigás atribui um Grau de Risco de Integridade (GRI) ao fornecedor. Este tem validade de 1 ano e pode variar entre baixo, médio ou alto.

Apenas o fornecedor melhor classificado em processos de contratação de bens/materiais ou serviços dos segmentos listados abaixo terá obrigatoriedade de ser avaliado com relação ao critério de integridade (DDI), adicionalmente aos requisitos cadastrais (legais, econômico e técnicos), no momento em que forem solicitados.

  • - Advocacia;
  • - Despacho aduaneiro, policial e veículos;
  • - Marketing, publicidade, propaganda, patrocínios culturais e esportivos; feiras e eventos;
  • - Serviços técnicos e especializados de consultoria;
  • - Obras civis, elétricas e eletromecânicas; e
  • - Serviços de transporte relacionados à atividade fim da Companhia.

A avaliação de Due Diligence de Integridade (DDI) será implantada por etapas, iniciando em novembro de 2018, pelos fornecedores do segmento de serviços de transporte.

Em caso de dúvidas no preenchimento do “Questionário de Integridade”, favor entrar em contato com a Gerência de Conformidade e Gestão (GCG), através do e-mail ddifornecedor@liquigas.com.br.



Etapas Para Avaliação do GRI – Grau de Risco de Integridade:
 

Etapa 1 - Aplicação do Questionário de Integridade

O Questionário de Integridade é aplicado com o objetivo de coletar informações relacionadas ao perfil da empresa, tais como o relacionamento com agentes públicos, histórico, relacionamento com terceiros e programa de integridade. Para conhecer o Questionário de Integridade, clique aqui.


Etapa 2 - Realização de pesquisas a fontes abertas

A pesquisa a fontes abertas visa identificar informações relevantes não coletadas, inicialmente, por meio da aplicação do Questionário de Integridade, ou corroborar informações prestadas pela empresa. As fontes consultadas nessa fase do procedimento incluem, não se restringindo a: banco de dados especializado, website da empresa, Portal da Transparência, Listas de Sanções e Impedimentos.


Etapa 3 - Avaliação do Grau de Risco de Integridade (GRI)
 
Os fatores de riscos eventualmente identificados com base na análise das informações coletadas nas etapas 1 e 2 são confrontados com as evidências documentais de existência e aplicação de mecanismos e procedimentos de integridade, a fim de avaliar a efetividade das medidas de prevenção e remediação mantidas pela empresa.
 
A extensão da aplicação do procedimento de DDI é proporcional aos fatores de riscos de integridade identificados em cada uma de suas etapas.

O resultado do GRI é aplicável para fornecimento de bens ou serviços para a Liquigás Distribuidora.



Fatores avaliados no procedimento de DDI:

Os fatores de riscos de integridade avaliados durante o procedimento de DDI estão relacionados aos seguintes critérios, todos em consonância com o Questionário de DDI e com o Decreto 8.420/2015 e a Portaria CGU 909/2015:


Perfil da empresa
Quadro societário, com os percentuais de participação de cada sócio da empresa; setor do mercado e países em que atua e situação na Receita Federal.


Relacionamento com a Liquigás
Caso a empresa já tenha realizado negócios com a Liquigás, últimas transações financeiras, avaliação quanto a prestação do serviço ou dos bens / materiais entregues e de seus contratos em andamento ou encerrados.
Quanto à possibilidade de relacionamento de integrantes da Alta Administração ou de algum de seus familiares com empregados ou dirigentes da Liquigás.  


Relacionamento com terceiros
Quanto a utilização de serviços de terceiros com o objetivo de angariar novos negócios, como consultores e representantes comerciais, entre outros.


Relacionamentos com o poder público
Grau de interação da empresa, de membros da sua alta administração, de seus sócios com o setor público (órgãos e agentes públicos) e a importância de autorizações, licenças e permissões governamentais para as operações da empresa.


Histórico e reputação
Histórico de envolvimento da empresa, de membros da sua alta administração, de seus sócios em casos de desvios éticos, fraude e corrupção. Entre outras ferramentas, há pesquisa em listas de sanções e Impedimentos nacionais e internacionais.


Programa de Integridade
Existência de mecanismos e/ou práticas adotadas pela empresa no sentido de reforçar a conduta ética na condução dos negócios e de prevenir atos de corrupção.